2 de mar de 2008

Conhecendo a Serra de Carnaxide

Este fim de semana estive numa de trocar o carro pela burra nas minhas deslocações. Precisei de ir ver um familiar ao Hospital da Luz no Sábado, em vez de ir queimar gasolina, chatear-me com as filas junto ao Colombo, pagar pelo estacionamento no Hospital, optei pela burra. Tive de a deixar amarrada às grades do portão em frente à entrada principal porque do lado de dentro é proibido! Ou pelo menos faz impressão ao segurança que não está habituado a verem chegar utentes ou visitas de bicicleta.

Já no Domingo, foi dia de troca de filmes sacados da net, lá fui até Massamá indo pela Reboleira, Amadora, Queluz, Queluz de Baixo e Massamá. É um percurso citadino que se faz bem especialmente com bom tempo como o que esteve este fim de semana. Já no regresso aquando da passagem por Queluz de Baixo, comecei por avaliar a olho a subida à Serra de Carnaxide. É que não estava com muita vontade de dar a volta por Carnaxide, queria atalhar pela Serra, mas
aquilo é uma subida quase a 90º, sem exagerar um bocadinho que seja! Fui mesmo por aí e confirmei o que suspeitava: a bicicleta não tem pedalada para grandes subidas, tive de a empurrar à mão! Tenho de activar a garantia, é o que tem de ser!
Mas é uma bela vista lá de cima, espectacular mesmo! Sintra, Queluz, Amadora, Margem Sul, foz do Tejo e o Mar! E esta vista está apenas reservada a quem vá a pé ou de bike, porque a estrada está fechada para o transito.

Queluz

Amadora

As fotos não são grande coisa, mas não foram tiradas com máquina digital, apenas do telelé. E de lá de cima, é quase sempre a descer! Foi difícil subir a serra, mas valeu a pena!

Fica aqui o mapa do percurso com quase 20 Km.


Nenhum comentário: