20 de jul de 2008

Damaia - Terreiro do Paço

Já diz o pobão, que manhã de nevoeiro, não dá praia mas dá para pedalar, e não é que tem razão? Como estava fresquinho arranquei para o Fonte Nova para me inteirar das notícias do dia e segui depois sem rumo pela Estrada de Benfica, Sete Rios, José Malhoa, Marquês de Pombal e acabei por chegar ao Terreiro do Paço. Não é que andassem por lá resmas de ciclistas, mas acaba por ser um ponto de passagem para muitos deles e os turistas que por lá passeiam agradecem. É sempre bom ver que nestas horas deixa de haver várias vias rápidas na baixa de Lisboa e ela se parece mais com outras cidades europeias que há muito acabaram com esse cancro que é o transito automóvel nas suas zonas históricas. Eis algumas fotos do Marquês, Restauradores e Terreiro do Paço:

Marquês de Pombal

Restauradores

Praça do Comércio

Após apreciar esta beleza bastante mal aproveitada que é o Terreiro do Paço, subi pela Rua Augusta, Avenida da Liberdade e pelo jardim do Marquês de Pombal até ao cimo junto à famosa estátua do Cutileiro, sempre em passo de passeio, apreciando a paisagem como só é possível duma bicicleta e reparei que cada vez tenho menos dificuldades nas subidas. Reparo mesmo que as vou ultrapassando em mudanças mais altas e como menor esforço :)

Uma imagem do calçadão visto do Alto do Parque e uma imagem da cadeia na Marquês da Fronteira:

Alto do Parque 2

Cadeia na Marquês da Fronteira

Continuei pela Miguel Torga abaixo até à rotunda de Campolide onde tirei esta foto com as Amoreiras ao fundo, apanhando o viaduto do Eixo Norte-Sul e as linhas de comboio de Campolide:

Amoreiras à vista

Regressei então pela ciclovia da radial de Benfica, umas das poucas de Lisboa.

Ciclovia do Monsanto

E assim foram mais 21 Km em cima da minha bike, cujo percurso deixo aqui para a posteridade...

Terreiro do Paço

Boas pedaladas...

Um comentário:

TugaSemNome disse...

Gostei de ver.
Já foi à muito tempo... 2008.
Vou fazer esse passeio um destes fins de semana tb da zona da Damaia.