10 de set de 2008

Contratempos

Não tenho escrito muito por aqui, mas as minhas voltas tem sido tão pequenas que quase nem merecem ser mencionadas. Na ultima sexta-feira optei por ir almoçar fora, na Avenida Marquês de Tomar e claro que o meio de transporte escolhido para me levar da Damaia até ao local, tinha de ser a minha burra. É uma volta pequena que demora apenas meia hora, passando por Benfica, Fonte Nova, Sete Rios, Praça de Espanha, Avenida de Berna e por fim Marquês de Tomar. E assim ficou amarradinha e bem à vista do local onde almocei.

Marquês Tomar

E não devo ter sido só eu porque já havia outra amarrada e sem selim, não vá alguém passar por ela e sem querer levá-lo...

Marquês Tomar 2

No regresso tive direito a ganhar o meu primeiro furo, o que significou ter tido boleia para casa. Pelos visto é mais perigoso andar pelas avenidas onde são lançados para a rua todo o tipo de pionés, do que andar pelo Monsanto a trepar encostas cheia de pedras afiadas. Já em casa deu para ver 3 crateras provocadas por um único pionés! Isto de remendar furos e ter camaras de ar cheia de remendos, fez me lembrar as minhas bicicletas da juventude que quase não se sabia de que cor era a borracha, tantos os remendos tinham!

Primeiro furo

E após a roda remendada e cheia de ar, deixei-a a convalescer, coitada. Pior foi encontrá-la horas depois novamente vazia! Ou já não sei remendar buracos ou a coisa era mais grave do que pensava. Pelo sim, pelo não, vou comprar outra camara de ar...

E boas pedalas!

Nenhum comentário: